ACADEMIA DE LETRAS DE TEÓFILO OTONI

Resgatando a arte literária na cidade

Fundada oficialmente em 20 de dezembro de 2002, a Academia de Letras de Teófilo Otoni é composta por 30 membros titulares e efetivos, sendo que cada cadeira é designada numericamente e tem um patrono imutável em homenagem a personalidades que tenham se notabilizado nas letras, nas ciências, nas artes, na política, na educação e/ou na imprensa. Conta ainda com um quadro social de membros honorários, beneméritos, convidados de honra e membros correspondentes. A entidade tem por objetivos: congregar pessoas que se dediquem às atividades literárias e artísticas nas mais diversas formas de expressão, realizar estudos e pesquisas na área da literatura local e regional, promover e incentivar a cultura através da realização de conferências, exposições, concursos, cursos e outras atividades de natureza cultural, propagar o culto, o estudo e a exaltação e a divulgação da vida e da obra de personagens históricos e figuras literárias que ajudaram a construir a grandeza do município e da região. Também objetiva coletar, pesquisar, elaborar e divulgar estudos e informações de cunho cultural, relacionados aos interesses da entidade, e, por fim, promover o aprimoramento da língua pátria nos seus aspectos científico, histórico e artístico.
A ALTO realiza em dezembro de cada ano a tradicional Noite do Café-com-Letras, com recital, lançamentos literários e o lançamento da revista Café-com-Letras, com os trabalhos dos acadêmicos e de convidados especiais, promovendo a entrega de premiações especiais. Mantém a Biblioteca Dª Didinha, espaço para a difusão da cultura e incentivo ao hábito da leitura junto à comunidade, e o Núcleo de Documentação de Literatura Isaura Caminhas Fasciani  – destinado ao resgate, à guarda e à conservação de livros, documentos (manuscritos e iconográficos) e demais objetos de valor histórico-cultural com referência à literatura no município de Teófilo Otoni e região do Vale do Mucuri.
Em parceria com a União Estudantil de Teófilo Otoni,  realiza atividades de estímulo à leitura e à escrita por meio da realização anual do Prêmio Literário Jovem Escritor: Troféu Cultural Profº Fábio Pereira, que é destinado aos alunos na faixa etária dos 14 aos 29 anos – matriculados na educação básica e superior.
Outorga em anos alternados o Prêmio Academia de Letras de Teófilo OtoniTroféu Isaura Caminhas Fasciani, com o objetivo de reconhecer iniciativas de pessoas físicas e jurídicas na área literocultural, quer como promotores, incentivadores ou agentes de produção do conhecimento com ações voltadas especificamente para Teófilo Otoni e municípios do Vale do Mucuri.
Outrossim,  concede a cada ano A Medalha de Mérito Cultural Dª Didinha, sendo destinado a homenagear pessoas físicas e jurídicas que tenham se destacado na criação e na promoção literocultural por meio de atividades literárias, culturais, artísticas, religiosas e de pesquisas em favor do desenvolvimento da pessoa humana e da sociedade teófilo-otonense ou pelo estabelecimento de políticas e projetos para o desenvolvimento da educação, do ensino e do civismo nesse município e na região do Vale do Mucuri.
A Academia de Letras de Teófilo Otoni também realiza anualmente o Prêmio Literário Gonzaga de Carvalho, o qual é realizado nas categorias poesia e crônica. De temática livre, a premiação é especificamente destinada aos membros correspondentes. A cada dois anos, distribui Cestas Literárias, que são um pequeno acervo bibliográfico para formação inicial de espaços de leituras junto a entidades sociais, educacionais e culturais do município e região. Promove, bimestralmente, o projeto Voar com as letras, utilizando-se do Espaço Cultural Antonio Barbosa, na Praça Tiradentes, iniciativa que consiste em música, poesia e arte; ocasião em que ocorrem lançamentos de livros, exposições de artes diversas, oficinas e rodas de conversas sobre arte e cultura. Realiza, periodicamente, o  projeto Sala de Leitura, iniciativa em que um autor da cidade ou região, é apresentado ao público, com suas obras e seu processo de criação literária.   De mais a mais, outorga, em parceria com o Instituto Histórico e Geográfico do Mucuri, a cada ano, a Medalha Conselheiro João da Matta Machado, que tem como finalidade homenagear pessoas naturais com idade igual ou superior a 70 anos que se tenham dedicado ao desenvolvimento cultural, econômico, social, desportivo, cívico, educacional, científico e/ou religioso na cidade de Teófilo Otoni e região do Vale do Mucuri. Reconhecida de utilidade pública municipal, por meio da Lei 5.188, de 02 de setembro de 2003, e utilidade pública estadual, através da Lei 16.267, de 18 de julho de 2006.

Membros Fundadores:
Amenaide Bandeira Rodrigues

Angélica Feitosa dos Santos
Antonio Lopes Chácara
Dulcina Regina Ribeiro Molina
Elane Tomich Buchmann
Elisa Augusta de Andrade Farina
Flávia Luisa Barbosa Pinheiro
Hilda Ottoni Porto Ramos
Isaura Caminhas Fasciani
João Batista Vieira de Souza
José Geraldo Silva
Leuson Francisco da Cruz
Luiz Alberto Bassoli
Maria Laura Pereira da Silva Couy
Neusa Ferreira Sena
Ricardo Lopes Marques Junior
Sônia Maria Vasconcelos da Silva
Tadeu Raimundo Laert

Diretoria:
Diretoria Executiva (Gestão 2015-2019):
Presidente: 
Elisa Augusta de Andrade Farina
Vice-Presidente:
Antônio Jorge de Lima Gomes
Secretário-Geral:
Wilson Colares da Costa
Tesoureiro-Geral:
Leuson Francisco da Cruz
Presidente Emérita: 
Amenaide Bandeira Rodrigues

Conselho Consultivo:
José Geraldo Silva

João Batista Vieira de Souza
Neusa Ferreira Sena
Marlene Campos Vieira

Membros Colaboradores:
Eduardo Amorim Silva

Egmon Schaper Filho

 Copyright © 2017 IBC. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Arte Máxima